Federação Interestadual dos Propagandistas
12/07/2015

Momento de Reflexão por Sidenei Costamanha

Não podemos negar que a cada ano que passa parece que a coisa para o nosso lado tem ficado cada vez mais difícil. Recentemente, todos nós acompanhamos o desfecho da matéria que um apresentador de TV veiculou sobre nosso trabalho em postos de saúde em Londrina/PR.

É difícil, mas temos que concordar que, se alguém fez uma queixa formal a ponto de isso gerar uma matéria na mídia, é porque talvez alguns abusos tenham ocorrido.

Tem sido muito frequente ouvirmos histórias sobre acontecimentos em clínicas, hospitais, ambulatórios que muitas vezes denigrem a imagem de nossa profissão.

O pior é que isso tem acontecido pura e simplesmente porque alguma empresa não tem dado o devido valor na preparação de alguns colegas que estão atuando nesse seguimento.

Outras vezes, o que observamos é que as confusões acontecem também pela velha mania que nós brasileiros temos em querer levar vantagem em tudo que fazemos.

Temos que parar para pensar que, talvez os médicos ou secretárias estejam dificultando nosso acesso, colocando dia ou hora marcados para visitarmos nossos clientes, porque alguns de nós não temos tratado os locais de trabalho com o devido respeito.

É muito comum vermos pessoas insistindo com secretárias para serem atendidos em horários ou dias diferentes aos que foram determinados pelo médico. Pior, alguns por falta de planejamento se tornam inconvenientes.

Aqueles que trabalham em empresas que tem vários representantes visitando o mesmo médico devem se programar, evitando visitas no mesmo horário.

O SINPRONORP vem sendo cobrado por algumas pessoas para intervir e tomar algumas atitudes para resolver situações que foram criadas literalmente por falta de bom senso de alguns colegas.

Acreditamos que esteja na hora de nos unirmos, "arregaçarmos as mangas" e tomar consciência de que só nós mesmos podemos melhorar a imagem negativa que está se criando em relação a essa digna profissão.

Quando você se deparar com pessoas que estão adotando alguma conduta inadequada na frente do médico ou em salas de espera, talvez seja a hora de interferir e mostrar para o seu companheiro que ele precisa repensar as suas atitudes.

Quem nunca viu um representante contando piadas em salas de espera, compartilhando vídeos inadequados, deixando pastas em corredores, ocupando lugares de pacientes, quer seja em sala de espera ou em vaga de estacionamento exclusivo, ou mesmo enchendo lixeiras de clínicas ou de terceiros com caixas vazias?

Acreditamos que talvez esta seja uma boa hora para nos unirmos em prol dessa questão e melhorar a imagem da nossa profissão junto aos nossos clientes e seus colaboradores.

Caso você esteja se sentido ofendido porque pratica algumas das ações citadas nesse texto, e acha que é normal, talvez seja a hora de repensar suas atitudes para valorizar sua profissão.

No texto foi citado nosso sindicato e região, porém esse se aplica a todos os sindicatos em todas as regiões do Brasil.

Sidenei Costamanha (Diretor de Negociação Coletiva do Estado do Paraná pela FIP e Diretor Financeiro do SINPRONORP)